Plantas de Interior » Cuidados com plantas de interior


A luz é um elemento imprescindível para a vida de uma planta, porque no momento de escolher um lugar para as colocar, é necessário ter em conta a iluminação solar ou artificial. Em todo o caso, o excesso de luz pode provocar queimaduras e necrose. Por outro lado, se uma planta não dispõe de luz necessária, ela murchará. É recomendado rodar a planta regularmente para que ela receba a mesma luz em todas as suas partes. Um conselho muito útil é não pôr uma planta de sombra exposta em meia sombra ou ao sol directamente, pois pode ficar com as folhas queimadas. De normal geral, uma planta necessita entre 12 a 16 horas diárias de luz. Quando não têm o suficiente, a solução alternativa é a luz artificial. Existem lâmpadas incandescentes que imitam a luz natural e que são muito práticas em certos casos. A temperatura ambiente e a humidade também são factores chave na vida das tuas plantas de interior.

Cuidados com plantas de interior

Por exemplo, a falta de humidade é evidente quando a planta fica amarela e caem-lhe a folhas, ao mesmo tempo que deixam de crescer e até diminuem o seu tamanho. Para resolver este problema, basta borrifar as folhas com água, e se não é possível, o que devemos fazer é enterrar os vasos em turfa húmida, pois mantêm a humidade atmosférica Em alguns casos, a presença de jarros com água podem manter uns graus de humidade constante e suficiente para as nossas plantas. Acerca da temperatura, podemos dizer que em condições normais, uma planta necessita de uma média que varie entre os 12 graus no Inverno e os 24 graus no Verão.

Por norma geral, as plantas de interior apresentam menor evaporação, por isso necessitam de menos água, excepto em condições de calefacção que provoquem uma quantidade excessiva. As plantas que necessitam de menos rega durante o repouso vegetativa são as de folha caduca, os bolbos, os rizomas, os tubérculos e as de repouso absoluto.

  

Condições de uso